Programas de Intercâmbio no Mestrado em Eng. Biomédica

Os programas de intercâmbio internacional oferecem aos estudantes a possibilidade de estudar, por um determinado período de tempo (geralmente, um ou dois semestres), numa universidade estrangeira, com pleno reconhecimento académico por parte da instituição de origem do estudante, através da aplicação de um sistema equivalências criterioso entre o currículo do curso nesta e as disciplinas realizadas na universidade de acolhimento.

Estes programas incluem, muitas vezes, a atribuição de bolsas, as quais ajudam o estudante a suportar os encargos adicionais que o deslocamento e estadia noutro país comportam.

Os principais programas de intercâmbio disponibilizados aos alunos do IST são:

Erasmus
Programa de intercâmbio de estudantes e professores universitários entre praticamente todas as universidades da Europa. Com uma rede protocolar de cerca de 2000 estabelecimentos em 31 países (cerca de 90% da rede universitária europeia), proporciona um espaço de abertura, tolerância e diálogo intercultural entre jovens europeus.
Time
Programa de concessão de duplo diploma que permite que, após a conclusão do 1º ciclo de estudos, um estudante ingresse num 2º ciclo de estudos, com a duração de 3 e não 2 anos, oferecido em parceria com outra universidade estrangeira.
Intercâmbio com o Brasil
Semelhante ao programa Erasmus, mas baseado em protocolos com diversas universidades brasileiras.
SMILE
Também na linha do programa Erasmus, assenta em protocolos estabelecidos com várias universidades da América Latina.

Núcleo de Mobilidade e Cooperação Internacional

No IST, a coordenação dos programas de intercâmbio é responsabilidade do Núo de Mobilidade e Cooperação Internacional (GRI). Está disponível no site do NMCI mais informação sobre cada um dos programas e qualquer dúvida pode ser esclarecida com os membros do gabinete, o qual se situa no Pavilhão Central, ao lado da livraria Escolar Editora.

Candidaturas

O planeamento da candidatura a um destes programas deve incluir, numa fase precoce, a pesquisa de informação a respeito de prazos e condições de candidatura. A fase de candidatura abre geralmente cerca de 6 meses antes do início pretendido para o período de intercâmbio.

Deverá ser ponderada a universidade que se deseja frequentar. Em cada ano lectivo, existe uma lista de instituições com as quais existem protocolos válidos. Com a devida antecipação, é possível criar novos protocolos, desde que as instituições em questão demonstrem interesse e a coordenação do curso dê a sua aprovação. Deve dar-se especial atenção a universidades com as quais já houve protocolos ou aquelas que possuem protocolos no contexto de outros cursos do IST, já que haverá aí maior probabilidade de sucesso.

Lista de universidades

A lista de estabelecimentos com protocolos activos varia todos os anos, encontrando-se em baixo uma pequena lista de instituições com as quais existe ou existiu no passado algum protocolo de intercâmbio, ao nível de Eng. Biomédica:

Entrar em contacto com alguém que já fez intercâmbio pode ajudar a esclarecer vários detalhes sobre o processo de candidatura e o período de intercâmbio. Alguns contactos de alunos que passaram por essa experiência estão disponíveis no NEBM.

Mais informação também em: Lista de Universidades

Deixar Feedback